Perder Alguém

As vezes não damos valor;
Quase nunca,mas o que adianta.
Nós não darmos importância.

 Se choramos,rimos.
Somos felizes.
Temos alguém para dividir os bons e ruins momentos.
Aos pais, aos amigos.

A falta daquela pessoa que mora longe
Mas e como imaginar que alguém.
Assim que esta junto com nós.
Poderia sair das nossas vidas do nada.

De repente.
Você sabe que ela pessoa partiu.
Que nunca mais vai voltar,
Que a saudade, a falta.

Os sentimentos.
As lembranças.
A saudade.                        
   46 edição Poema do bloinquês

6 comentários:

  1. Muito bonito, viu? Infelizmente precisamos nos despedir das pessoas que amamos. Mas os bons momentos sempre ficam.

    (www.caixinhadeopinioes.zip.net)

    ResponderExcluir
  2. Eu fico tão feliz com o seu progresso, Ana.
    Um poema rico em detalhes, parabéns!

    ResponderExcluir
  3. linda a poesia, verdadeira e comum entre nós meniinas

    ResponderExcluir
  4. Adorei seu poema, transmitiu direinho como é perder alguém. Cheio de sentimento, me prendeu do começo ao fim. Espero que ganhe no Bloinques!
    http://prontaparacrescer.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Você poderia ter explorado mais teu sentimento, mas estão no caminho.
    Gostei do texto!
    uhu *-*

    ResponderExcluir
  6. Como afloram os sentimentos
    Nos poemas que se faz,
    Transmitem em todos num só momento
    A paixão que agente traz.

    Decantamos a beleza e o amor
    Para levar ao mundo; humildade, carinho e paz.
    Aliviar no povo seu sofrimento e dor
    Dando a ele um novo alvor.

    Nesse mundo de desafetos
    O homem não pode continuar
    Nós, Poetas, podemos colaborar,
    E da transformação podemos participar.

    Esse dom que recebemos
    Não é para ser guardado
    E sim, para ser exteriorizado.
    A nós ele só foi emprestado.

    No plano em que vivemos
    Cada um tem sua missão.
    Infelizmente! Alguns levam o ódio
    Ah! Mas o Poeta! Leva o amor ao coração.

    ResponderExcluir

Obrigado a todos que comentem, aos que me seguem e até mesmo os que visitam raramente, fazem parte da história deste blog!